Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ainda na onda do Bullet Journal, partilho as contas de Youtube que sigo sobre este tema.

 

  • Jordan Clark - Faz diversos vídeos de DIY e sobre as várias abordagens que se pode ter em relação ao Bullet Journal. Os seus vídeos são bastante inspiradores e editados de uma maneira que se destaca dos restantes.

 

  • My life in a Bullet - Nos seus vídeos podemos acompanhar o processo de planeamento de cada mês. Tem uma abordagem mais tradicional do Bullet Journal.

 

  • Christine My Lihn - Uma ilustradora com um talento incrível. Os seus vídeos de planeamento permitem acompanhar o processo criativo e a história que a autora cria em cada um. Tem uma abordagem mais criativa.

 

Cada autora tem um conceito diferente e vê o Bullet Journal de forma distinta. Quando faço o planeamento do meu Bullet Journal tento incorporar a inspiração que recebo de cada uma das contas que acompanho e crio o meu próprio estilo.

No Bullet Journal a criação é livre e flexível, podemos tomar o rumo que quisermos e as possibilidades são infinitas. O mais importante é encarar como um tempo de organização aliado ao tempo livre e de expressão pessoal e não como uma obrigação.

 

E vocês, utilizam o Bullet Journal? Qual o vosso estilo?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Basta perder algum tempo a percorrer o Instagram que começam logo a surgir fotografias de agendas, cadernos, colecções de canetas, e por aí fora.

A febre do Bullet Journalling e dos Planners têm vindo a ganhar mais visibilidade. Em que consiste? Resumidamente, são métodos de organização. O Bullet Journal é mais utilizado para a execução de tarefas diárias e o Planner pode ser mensal, diário, semanal, e aproxima-se mais da agenda tradicional.

Comecei este mês com o Bullet Journal e utilizo-o como registo do meu dia, quase como um diário. Para as tarefas diárias continuo a usar a minha agenda semanal. Criei separadores que permitem anotar diferentes coisas e vou preenchendo diariamente.

  • Dois trackers - Sleep e Mood Tracker;
  • Uma lista de gratidão;
  • Uma página para ideias;
  • E, um registo diário.

DSC_1165.JPGDSC_1164.JPG

DSC_1166.JPG

 

 

 

Os Bullet Journals e os Planners podem ser adaptados ao estilo de vida e necessidades de cada um, como método de organização do trabalho, faculdade ou registo pessoal. A longo termo pode ser uma maneira de fazer uma retrospectiva.

 

E vocês, utilizam algum?

Autoria e outros dados (tags, etc)


Porto

pv, em 05.08.17

Porto.

DSC_0786.JPG

Fotografia alojada no IG  

 

Quando ouvia o pessoal a comentar como o Porto é bonito, uma cidade de mil encantos e como adoram tudo o que ela tem, eu pensei: exagero?! cliché?! Nada disso!

Fiquei para lá de apaixonada com esta cidade. Desde as pessoas, os edifícios, as igrejas, o ambiente, a ribeira, as noites, a Ponte D. Luís I, tudo! Tudo!! A aura que aquela cidade transporta e nos abraça...é arrebatador. Se vos disser que fiquei sem palavras, na minha primeira visita, e por cada rua que percorria os meus olhos seguiam todas as linhas, todos os movimentos, escutava tudo em meu redor, não é exagero.

( e sim, shame on me porque nunca tinha ido ao Porto)

 

Sabem aquela sensação de pertença? 

Foi o que senti, que pertencia ao Porto e que poderia ser muito feliz lá.

Irei voltar, com toda a certeza, mas desta vez irá ser no inverno. Quero ver o Porto com frio mas um sol radiante, com chuva e aquela neblina matinal que proporciona umas fotografias inesquecíveis.

 

Ainda tenho tanto por ver e viver naquela cidade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


About things #6

pv, em 17.02.16

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Inseguranças?!

pv, em 15.02.16

Desde que comecei o mestrado que não consigo deixar de me sentir intimidada... Isto porque praticamente todos os alunos têm experiência na área...e eu "0".

É claro que estou a gostar do mestrado e dos seminários, dos temas que abordamos e pelos quais nunca tinha aprofundado bem, mas não consigo deixar de me retrair no que toca á participação nas aulas pelo motivo que já referi. Tenho quase enraizado na cabeça que se me deixar levar pelas minhas ideias e sobre o que acho de assunto "x" ou "y", vou passar por uma tonta que não sabe o que diz aos olhos de quem já percebe da área, á imenso tempo.

É a primeira vez que materializo este desabafo e insegurança, talvez por vergonha ou simplesmente porque tenho "demasiados macaquinhos na cabeça". 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor